Ronei Jorge - GamboaMúsica Pôr do Sol

Data(s) e Horário(s): 09/04 às 17:00h, 16/04 às 17:00h, 23/04 às 17:00h, 30/04 às 17:00h

Local: Rua Gamboa de Cima 03, Centro (ao lado do Quartel dos Aflitos)

Preço: 20,00 (inteira) e 10,00(meia entrada)

Mais Informações

Canções que vem emolduradas de frevos, sambas, xotes, rocks, mas não se parecem de cara com nenhum gênero. Um reprocessamento de anos e anos de cultura pop, mas com o olhar atento e resistente à caricaturas. Essa é a proposta do trabalho musical de Ronei Jorge, que ganha novos contornos para emocionar e causar estranhamento.

 

Estão com ele, Maurício Pedrão, amigo de longa data, baterista da Ladrões de Bicicleta e que integrou grupos instrumentais que iam do jazz a música brasileira de maneira sossegada; Carla Suzart, que conheceu através de suas participações com o Tropical Selvagem, tocando baixo - musicalidade livre, sem amarras de gêneros, abraçando os sons sem hierarquias; Ian Cardoso e Aline Falcão, já admirados por Ronei na banda que participam: Pirombeira- grupo que retoma a tradição de conjuntos da década de 70 e permitiam o convívio natural de músicas instrumentais e canções, tudo com muito apuro e leveza.

 

É uma pesquisa criativa cheia de encontros, arestas, dúvidas e contradições. “O que me vem à mente é poder mostrar essas novas canções que vem recheadas de dúvidas e buscas, tanto no texto quanto na música. Buscas que me movem em torno de gêneros e temas já fartamente utilizados, mas que podem ser esgarçados e remodelados até que encontrem abrigo em outros ouvintes. Isso me interessa. Poder produzir algo que pareça já velho, desgastado, fora de uso, mas pareça inusitado. Por isso as canções, por isso o jogo musical em favor da narrativa do texto, da melodia e da harmonia. Por isso o tempo curto e o recado dado.” – revela o músico.

 

Sobre Ronei: Depois de ter passado por três grupos que frequentavam os caminhos do Rock, mas que por falta de adequação, ou mesmo falta de interesse em imitar o gênero americano, acabavam por desafiar suas regras, Ronei Jorge está cada vez mais em busca dessa música pop brasileira. A cada trabalho que faz, ele vê que tudo também é investigação. E estão lá na música brasileira, o vigor e a subversão; em forma de ritmos e gêneros que já foram mexidos generosamente por bossanovistas, tropicalistas, manguebitistas e outros seres fora da curva. Do fim do grupo Ronei Jorge e os Ladrões de bicicleta e do começo de um projeto que levou Ronei a novas experiências estético-musicais, o Tropical Selvagem, ele acabou produzindo várias novas músicas que o levavam para um universo que sempre o acompanhou, e que agora aparece mais evidenciado: o da música brasileira, agora presentes nesta temporada de shows no Teatro Gamboa Nova.

 

Ficha Técnica:

Ronei Jorge - Voz e Violão

Carla Suzart - Voz e Baixo

Aline Falcão - Voz, Teclado e Sanfona

Taciano Vasconcelos - Guitarra

Mauricio Pedrão - Bateria

Larissa Lacerda - Luz

Candido Neto - Som

Produção e Realização - Ronei Jorge

Apoio Financeiro

Desenvolvido Por:

WebD2 Desenvolvimento Web