Vício, Virtude, Violência - Modus Operandi

Data(s) e Horário(s): 21/02 às 20:00h, 28/02 às 20:00h

Local: Rua Gamboa de Cima 03, Centro (ao lado do Quartel dos Aflitos)

Preço: 20,00 (inteira) e 10,00(meia entrada)

Mais Informações

Com uma sonoridade ímpar no cenário da Bahia e do Brasil, num estilo próprio, a Banda Modus Operandi leva o show de seu CD "Vício, Virtude, Violência" ao Teatro Gamboa Nova, em duas únicas apresentações.

 

O trabalho faz referência ao ritmo frenético das grandes cidades, ao caos do trânsito e poluição sonora, às relações breves e aos conteúdos sensacionalistas, através de uma arte que se mostra também complexa, anárquica e incômoda, que mistura a potência da gaita de blues antigo ao som do reator industrial acionado pela banda. Além disso, muita poesia concreta, vocais ligeiros e fortes, berimbaus e ruídos metalúrgicos, poderão fazer o público viajar por estas sensações de submundos, presentes em tantas esquinas de Salvador.

 

“Vício, Virtude, Violência traz na capa o trabalho do artista plástico Devarnier Hembadoom, e em seu conteúdo, o conhecido potencial sonoro da Modus Operandi, uma banda que se define como rock industrial, mas que não se acomoda dentro do rótulo. E da inquietação criativa do quarteto surge a marca registrada da banda: o experimentalismo.” – explica Macus Borgón.

 

A Banda: formada no ano de 1996, a Modus Operandi sempre esteve voltada à fusão de estilos musicais até então inexplorados em Salvador como o Pós Punk e o Industrial. Embora desconhecida do grande público, obteve um reconhecimento tardio graças à propaganda boca a boca e suas performances “sui generis” (conseqüência em parte da utilização de chapas de metal e furadeira como instrumentos musicais). A partir de 1998 a banda passa a se apresentar como convidada em diversos eventos na Bahia e em outros estados, tais como: Festival de Música do Teatro do SESI, Arraiá do Rock, II Rock Agosto etc.; que ajudariam a cultivar a fama de banda estranha, porém dotada de uma personalidade musical ímpar. 

 

Classificação etária: 14 anos

 

Ficha Técnica

Contrabaixo, vocais: Henrique Letárgico

Percussão metálica, furadeira: Marcos Tripha

Bateria, percussão: Eduardo dEUS

Voz e Teclados: David Vertigo

Apoio Financeiro

Desenvolvido Por:

WebD2 Desenvolvimento Web